Minerva participa de programa que incentiva produção de carcaças padronizadas e de alta qualidade

A Minerva Foods e a Phibro Animal Health juntaram-se para criar o Programa de Eficiência em Carcaça (PEC), cujo objetivo principal é produzir um bovino melhor em termos de constância de oferta, precocidade, excelente acabamento de gordura, carcaça uniforme, bom peso ao abate, padronização e pH da carne.

Segundo comunicado lançado pelas empresas na terça-feira (27), a pecuária brasileira tem rebanho de 220 milhões de bovinos, produção anual de 9,5 milhões de toneladas, exportação de 1,5 milhão de toneladas de carne e 1,3 milhão de pecuaristas. Os números são expressivos, porém, há ainda muito espaço para crescer em termos de produtividade, eficiência e boas práticas em todas as fases (cria, recria e terminação), incluindo conforto e bem-estar animal.

“Mediante melhoria de renda e de acesso à informação, os consumidores têm se tornado mais exigentes. Dessa forma, questões relacionadas à qualidade, considerando seus mais variados aspectos, ganham cada vez mais importância. Com o programa, buscamos identificar os melhores perfis de carcaça para atendimento aos principais mercados internos e externos, bem como reconhecer e fomentar as melhores práticas de produção”, disse no comunicado Luis Ricardo Luz, COO da Minerva Foods.

“O PEC objetiva contribuir para a pecuária brasileira atingir um novo patamar de eficiência, a partir da disseminação de boas práticas, integração dos vários elos da cadeia produtiva – criadores, indústria da carne, indústria de insumos e pesquisa – e apoio aos pecuaristas para produzir mais e melhor e, assim, atender às necessidades da indústria frigorífica e satisfazer as crescentes exigências dos consumidores finais”, complementou Maurício Graziani, presidente da Phibro Animal Health no Brasil.

webst39625

Lançamento do PEC na capital paulista (Divulgação)

Como funciona

O PEC envolve um modelo de reconhecimento, valorização e divulgação das melhores práticas para uma pecuária eficiente e é sustentado pela temática da “padronização que gera resultado”.

Trata-se de um projeto de médio a longo prazo que oferece, a partir de orientação e processos, oportunidades para os produtores melhorarem os seus indicadores de eficiência em termos de padronização e produção de carcaças com maior valor percebido junto aos consumidores.

O programa tem como base produtiva o conceito do BOI 7-7-7, fruto de trabalhos conduzidos por pesquisadores da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), vinculada ao governo do estado.

O BOI 7-7-7 é o resultado de pesquisas de mais de uma década do uso de novas tecnologias, avaliando o seu impacto sobre o desempenho (da desmama ao abate), identificando interferências de uma fase sobre outra e fazendo análises de viabilidade econômica, para orientar os pecuaristas em suas decisões em termos de nutrição, controle sanitário, genética, gestão e manejo. Os critérios de mensuração do PEC serão validados pelos pesquisadores da APTA – Colina.

O primeiro passo do PEC é atrair os pecuaristas interessados em produzir os bovinos do futuro. Os criadores interessados em melhorar o seu desempenho segundo os parâmetros qualitativos do programa devem se inscrever no site www.minervafoods.com.br/pec.

O passo seguinte é a avaliação do atual estágio da propriedade e, depois, a multiplicação de conhecimentos técnicos para melhoria dos indicadores de produção, com orientação dos pecuaristas para tomada de decisões.

O PEC também prevê o reconhecimento e a valorização dos pecuaristas que lideram o processo de produção de carcaças padronizadas e de alta qualidade.

“Nossa proposta é ter impacto sobre o desempenho da pecuária brasileira. Para isso, trabalharemos com disseminação de conhecimento e reconhecimento, com a divulgação das melhores práticas e dos resultados efetivos nas propriedades. Temos confiança de que esse processo contribuirá para o aumento da produtividade e melhoria da qualidade das carcaças, o que também é o desejo de todos os pecuaristas, pois lhes trará ganhos econômicos”, disse Graziani.

“Em seu primeiro ano, o PEC será um grande laboratório para nos ajudar a identificar os melhores perfis de carcaça e os resultados que trazem para o sistema, buscando o melhor aproveitamento de cortes nas fábricas. Será também o primeiro passo da Minerva no sentido de valorizar mais a qualidade na negociação com os pecuaristas”, afirmou Fabiano Tito Rosa, diretor de compra de gado da Minerva Foods.

Segundo ele, o objetivo é reconhecer o que é bom para os produtores, para a indústria e para os consumidores, além de fomentar as melhores práticas de produção, para melhorar os ganhos de forma contínua e sustentada.

Fonte: Carnetec

abrafrigo

Leave Comment