Bolsa de Mercadorias da ABCZ deve ajudar a reduzir custos de produção

Auxiliar pecuaristas a reduzirem os custos de produção em suas propriedades rurais é o principal objetivo da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu, a partir da criação da Bolsa de Mercadorias ABCZ. O novo serviço, que ainda está em fase de desenvolvimento, será lançado durante a 83ª ExpoZebu, entre os dias 29 de abril e sete de maio, no município de Uberaba, Minas Gerais.

“A ABCZ está realizando uma pesquisa para conhecer melhor as necessidades e os interesses do seu quadro de associados, com o objetivo de levantar mais sugestões de produtos para serem incluídos na lista”, informa Gabriel Garcia Cid, diretor de Informática da instituição.

Conforme o executivo, a principal vantagem do novo serviço é o acesso dos associados da ABCZ a uma condição diferenciada de preços dos insumos: “Com o novo serviço, a entidade está utilizando a importância econômica de seus associados em benefício deles mesmos”.

A instituição, presidida pelo pecuarista Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, possui mais de 20 mil associados. Além da sede, em Minas, conta com mais de 20 escritórios regionais em todo o Brasil.

COTAÇÕES PERIÓDICAS

Para manter o conteúdo da Bolsa de Mercadorias atualizado, a ABCZ fará cotações periódicas de diversos produtos agropecuários, que impactam diretamente os custos de produção das fazendas de pecuária em geral, que vão de troncos e balanças aos medicamentos.

“A equipe da Associação fará o levantamento e a negociação de preços que serão divulgados a todos os associados”, informa Cid, acrescentando que a pesquisa atualizada, com valores válidos até determinado período, facilitará as futuras compras e destacará as ofertas e as condições diferenciadas de preços.

O serviço não terá custo para o associado. Conforme explica, todas e quaisquer condições de preços e descontos de determinados produtos estarão à disposição dos associados, que poderão negociar diretamente com os fornecedores, que também ganharão com o serviço.

“Para ter uma ideia, os fornecedores e seus representantes terão os produtos divulgados para mais de sete mil potenciais clientes associados da ABCZ. Ainda contarão com melhores condições, argumentos comerciais e força de negociação”, destaca o diretor de Informática da Associação.

“A Bolsa de Mercadorias da ABCZ também servirá como parâmetro de preços, quando os associados estiverem realizando negócios com empresas e produtos que ainda não estiverem incluídas na Bolsa”, prevê.

Fonte: Equipe SNA/SP

abrafrigo

Leave Comment